Contacto
 
Buscar: Artículos
@habitat_intl
@hicpresident
 

Brasil. Advogados entregam à OAB dossiê sobre ataques às suas prerrogativas

Brasil, Septiembre 2014


Do JusDh

Na manhã desta segunda-feira (18), representantes da Rede Nacional de Advogados/as Populares – Renap e da Articulação Justiça e Direitos Humanos – JusDh entregaram à Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, durante sessão do Conselho Federal, um dossiê sobre ataque às prerrogativas dos/as advogados/as no Brasil. O documento apresenta situações ocorridas de Norte a Sul do Brasil em que se repete o desrespeito e a ameaça a advogados/as que atuam na defesa de movimentos sociais, manifestantes e defensores de direitos humanos.

Entre os inúmeros casos de violações às prerrogativas da advocacia estão situações em que advogados e manifestantes detidos foram impedidos de se comunicar, realização de oitivas informais sem o acompanhamento de advogados – mesmo quando estes se fazem presentes -, negativas de informações quanto à delegacia para a qual o manifestante estava sendo encaminhado e sobre o enquadramento legal dado à conduta.

O dossiê aponta as manifestações ocorridas em junho de 2013 como o período em que se ampliaram as práticas estatais de violação de direitos. “Com argumento da garantia da ordem, cometeram-se diversos abusos às garantias constitucionais. Não só a atuação dos manifestantes, mas a própria advocacia foi criminalizada”, aponta o documento, assinado por 10 organizações e rede, além de oito professores/as e advogados/as.

Em março de 2014, cerca de 200 casos de violência praticada pelo Estado brasileiro em circunstâncias de manifestações foram tema de audiência da Organização dos Estados Americanos (OEA). Desde as jornadas de junho, pelo menos 12 pessoas morreram, além de um número alarmante de feridos e prisões arbitrárias.

A partir do dossiê, as organizações requisitam à OAB a realização de uma campanha pública de valorização da advocacia voltada para os direitos humanos e movimentos sociais, o debate e deliberação do Conselho Federal da Ordem sobre a desmilitarização da polícia, entre outras pautas.

Para o advogado Rodrigo de Medeiros Silva, integrante da Renap e da Articulação Justiça e Direitos Humanos – JusDh, a defesa das prerrogativas de advogados populares, da advocacia de direitos humanos, significa a própria defesa destes direitos humanos e das causas sociais.

O advogado reforça que a OAB tem dentre suas finalidades a defesa dos direitos humanos e do Estado Democrático de Direito (Art. 44, I, do Estatuto da OAB). “A defesa desta advocacia termina por ser a realização do escopo da própria Ordem. As causas sociais defendidas pela advocacia popular, inclusive, vão ao encontro dos objetivos da República Federativa do Brasil, quando se colocam ao lado de ações que buscam o fim das desigualdades sociais (art. 3º, da CF). Confunde-se, então, com a defesa dos direitos sociais em geral, sendo dos mais altos valores de nossa sociedade”.

Confira as organizações, redes, professores/as e advogados/as que assinaram o dossiê: Rede Nacional de Advogados e Advogadas Populares- RENAP; Mariana Criola; Centro de Assessoria Jurídica Popular; Advogados Ativistas; Justiça Global; Instituto de Defensores de Direitos Humanos; Associação dos Advogados de Trabalhadores Rurais da Bahia – AATR; Dignitatis – Assessoria Técnica Popular; Articulação Justiça e Direitos Humanos – JusDh; Organização de Direitos Humanos – Terra de Direitos; Centro de Defesa da Criança e do Adolescente do Distrito Federal; Rubens Casara, magistrado do TJ RJ e membro da Associação Juízes para a Democracia; Jacson Zilio, Professor de Direito Penal e Criminologia, Promotor de Justiça do MP/PR; Dimitri Dimoulis, Professor da Escola de Direito de São Paulo da FGV (Graduação e Mestrado), Diretor do Instituto Brasileiro de Estudos Constitucionais; Katie Silene Cáceres Arguello, Professora da Graduação e da Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal do Paraná; Luciano Cirino dos Santos, advogado; Ana Lúcia Sabadell, Professora da FND/UFRJ; Reinaldo Santos de Almeida, advogado; Juarez Cirino dos Santos, Professor de Direito Penal da Universidade Federal do Paraná – UFPR, Professor e Coordenador do Curso de Especialização do Instituto de Criminologia e Política Criminal – ICPC, Advogado Criminal.

http://www.gaspargarcia.org.br/noticia/advogados-entregam-%C3%A0-oab-dossi%C3%AA-sobre-ataques-%C3%A0s-suas-prerrogativas











Loading the player...
1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
8.
9.








<< < Octubre/2017 > >>
Dom Lun Mar Mie Jue Vie Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
 


Brasil . Livro Produção Social da Moradia
Nos últimos dez anos, o Brasil experimentou uma significativa expansão de formas assoc...
Brasil. Lutas pela Reforma Urbana são tema de oficina autogestionada no FST
Fórum de Reforma Urbana realiza oficina no Fórum Social Temático...
Brasil. Fórum Nacional de Reforma Urbana se posiciona contra a reintegração de posse da Vila Soma
NOTA PÚBLICA...
Brasil. Vitória das famílias! Reintegração suspensa, mobilização segue
As famílias da Ocupação Soma comemoram o resultado de sua mobilizaç&atil...
DECLARAÇÃO SOBRE AS MENSAGENS FUNDAMENTAIS PARA A HABITAT III NO DIA MUNDIAL HABITAT 2015
From the Global Platform for the Right to the City...
Brasil. Os Macacos (ou Lêmures) estão por toda a cidade
Artista questionador e provocador. Subtu é um dos grafiteiros mais ativos de São Paulo...
DECLARAÇÃO FINAL – XVIII CÚPULA SOCIAL DO MERCOSUL BRASÍLIA 14, 15 e 16 DE JULHO DE 2015
Expressamos neste documento os consensos alcançados pelas várias organizaç&otil...
Brasil. Cooperativa habitacional do Uruguai é tema de mostra em SP
A PARTIR DE 3 DE JUNHO, O PÚBLICO PODERÁ CONFERIR NO MUSEU DA CASA BRASILEIRA UMA EXPO...
Brasil. JORNADA NACIONAL DE LUTA PELO DIREITO Á MORADIA, POR REFORMA URBANA, PELA FUNCAO SOCIAL DA CIDADE E DA PROPRIEDADE.
...
Brasil. BOLETIM DO FÓRUM NACIONAL DE REFORMA URBANA
BOLETIM DO FÓRUM NACIONAL DE REFORMA URBANA...
Brasil. Famílias que serão removidas por causa de Belo Monte recorrem à defensoria
Mais de 500 famílias de Altamira (PA) que terão de ser deslocadas por causa da constru...
Brasil. Benedito Barbosa recebe Medalha Nacional de Acesso à Justiça, nesta quinta-feira
A cerimônia acontece no dia 18 de dezembro, às 10h, em Brasília, no Salão...
3ª Conferência das Nações Unidas sobre Moradia e Desenvolvimento Urbano Sustentável
Car@a, Nosso país, assim como as demais nações que fazem parte da ONU tem a tar...
“A Política de Moradia é Basicamente de Favorecer o Mercado Privado”: Entrevista com Lorena Zárate, da HIC
Habitat International Coalition (HIC, ou Coalizão Internacional Habitat), é uma a...
Brasil. Juizas/es que recebem auxílio moradia, vão condenar multidões pobres a ficarem sem-teto e sem-terra?
No dia 15 de setembro passado, o Ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, concedeu “tut...

HIC-AL
Desde 2001, seguindo a proposta dos membros regionais e por decisão do conselho da Coalizão Internacional do Habitat (HIC), trabalha na Cidade do México o Escritório  de Coordenação Regional para América Latina da HIC (HIC-AL).
Ler mais




 
 



El contenido de esta página puede ser reproducido, siempre y cuando se cite la fuente y se envíe copia a HIC-AL (info@hic-al.org - Huatusco No. 39 - Col. Roma Sur - 06760 México D.F.), detallando brevemente la utilización que se le ha dado. Del mismo modo, nosotros citamos las fuentes que proporcionan gran parte de los materiales aquí incluidos. La información es de todos/as y para todos/as. Nos hacemos más fuertes si sabemos de dónde viene y adónde va."

Aviso legal / Legal disclaimer