Contacto
 
Buscar: Artículos
@habitat_intl
@hicpresident
 

Brasil. ''Habitação é essencial para garantir direitos básicos,
avalia militante por moradia''

Brasil, Octubre 2017


Movimentos populares vêm realizando diversas manifestações contra privatização da Caixa e falta de repasses para MCMV

Mayara Paixão | São Paulo (SP),

Publicado originalmente em brasildefato.com.br

Nesta segunda-feira (2), houve ato na Avenida Paulista, em São Paulo (SP) / Reprodução/Facebook

Movimentos em defesa da moradia têm construído ampla mobilização contra o congelamento dos recursos para o programa Minha Casa Minha Vida (MCMV). Na manhã desta quarta-feira (4), foram realizadas manifestações em Brasília e, em protesto, os movimentos ocuparam a sede da Caixa Econômica Federal.

Evaniza Rodrigues, militante da União Nacional por Moradia Popular, participou da ocupação e explica ao Brasil de Fato a importância que a luta tem para a população em geral: "Quem não tem uma moradia adequada não consegue estudar. A gente fala que a moradia é a porta de entrada para todos os direitos, porque é a partir desse lugar que você vai realizar, ou não, os demais direitos". 

Os movimentos de moradia criticam a possibilidade de privatização da Caixa Econômica, como vem sendo estudado pela equipe do governo golpista de Michel Temer, do PMDB. "A gente tem informação de que várias agências devem ser fechadas e de que funcionários estão saindo, sendo que não há concursos próximos. É um esvaziamento. A Caixa é fundamental para garantir a efetividade dos programas sociais. Porque, além da habitação, o Bolsa Família, o seguro despejo e outras coisas da seguridade social chegam via Caixa para todos os cantos do Brasil", argumenta Evaniza.

Os manifestantes também questionam a ausência da construção de moradias em 2017 para a Faixa 1 do Minha Casa Minha Vida, que atende a população de renda mais baixa. O ministro das Cidades e do Planejamento de Temer, Bruno Araújo, havia anunciado, ainda no final de 2016, que o orçamento da União garantiria a construção de 35 mil moradias urbanas e 35 mil habitações rurais até o mês de junho deste ano, mas isso não saiu do papel.

Como agravante da situação, o Projeto de Lei Orçamentária Anual, enviado por Temer à Câmara no final de setembro não prevê nenhum recurso para moradia em 2018. Para Evaniza Rodrigues, esse cenário leva a um agravamento do que ela classifica como "tragédia urbana": "Se persistir essa política do governo golpista, nossas cidades vão ficar ainda mais precarizadas, seja através das ocupações, ou das pessoas pagando aluguéis caríssimos e que comprometem toda a sua vida".

As mobilizações, iniciadas na última segunda-feira (2), devem continuar nos próximos dias. Os estados de Pernambuco, Amazonas e Maranhão terão atos em defesa da moradia no próximo dia 11. Os movimentos rurais também organizam uma jornada de lutas em Brasília para o próximo dia 18.

Edição: Vanessa Martina Silva









Loading the player...
1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
8.
9.








<< < Diciembre/2017 > >>
Dom Lun Mar Mie Jue Vie Sab
 
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
 


Brasil . Livro Produção Social da Moradia
Nos últimos dez anos, o Brasil experimentou uma significativa expansão de formas assoc...
Brasil. Lutas pela Reforma Urbana são tema de oficina autogestionada no FST
Fórum de Reforma Urbana realiza oficina no Fórum Social Temático...
Brasil. Fórum Nacional de Reforma Urbana se posiciona contra a reintegração de posse da Vila Soma
NOTA PÚBLICA...
Brasil. Vitória das famílias! Reintegração suspensa, mobilização segue
As famílias da Ocupação Soma comemoram o resultado de sua mobilizaç&atil...
DECLARAÇÃO SOBRE AS MENSAGENS FUNDAMENTAIS PARA A HABITAT III NO DIA MUNDIAL HABITAT 2015
From the Global Platform for the Right to the City...
Brasil. Os Macacos (ou Lêmures) estão por toda a cidade
Artista questionador e provocador. Subtu é um dos grafiteiros mais ativos de São Paulo...
DECLARAÇÃO FINAL – XVIII CÚPULA SOCIAL DO MERCOSUL BRASÍLIA 14, 15 e 16 DE JULHO DE 2015
Expressamos neste documento os consensos alcançados pelas várias organizaç&otil...
Brasil. Cooperativa habitacional do Uruguai é tema de mostra em SP
A PARTIR DE 3 DE JUNHO, O PÚBLICO PODERÁ CONFERIR NO MUSEU DA CASA BRASILEIRA UMA EXPO...
Brasil. JORNADA NACIONAL DE LUTA PELO DIREITO Á MORADIA, POR REFORMA URBANA, PELA FUNCAO SOCIAL DA CIDADE E DA PROPRIEDADE.
...
Brasil. BOLETIM DO FÓRUM NACIONAL DE REFORMA URBANA
BOLETIM DO FÓRUM NACIONAL DE REFORMA URBANA...
Brasil. Famílias que serão removidas por causa de Belo Monte recorrem à defensoria
Mais de 500 famílias de Altamira (PA) que terão de ser deslocadas por causa da constru...
Brasil. Benedito Barbosa recebe Medalha Nacional de Acesso à Justiça, nesta quinta-feira
A cerimônia acontece no dia 18 de dezembro, às 10h, em Brasília, no Salão...
3ª Conferência das Nações Unidas sobre Moradia e Desenvolvimento Urbano Sustentável
Car@a, Nosso país, assim como as demais nações que fazem parte da ONU tem a tar...
“A Política de Moradia é Basicamente de Favorecer o Mercado Privado”: Entrevista com Lorena Zárate, da HIC
Habitat International Coalition (HIC, ou Coalizão Internacional Habitat), é uma a...
Brasil. Juizas/es que recebem auxílio moradia, vão condenar multidões pobres a ficarem sem-teto e sem-terra?
No dia 15 de setembro passado, o Ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, concedeu “tut...

HIC-AL
Desde 2001, seguindo a proposta dos membros regionais e por decisão do conselho da Coalizão Internacional do Habitat (HIC), trabalha na Cidade do México o Escritório  de Coordenação Regional para América Latina da HIC (HIC-AL).
Ler mais




 
 



El contenido de esta página puede ser reproducido, siempre y cuando se cite la fuente y se envíe copia a HIC-AL (info@hic-al.org - Huatusco No. 39 - Col. Roma Sur - 06760 México D.F.), detallando brevemente la utilización que se le ha dado. Del mismo modo, nosotros citamos las fuentes que proporcionan gran parte de los materiales aquí incluidos. La información es de todos/as y para todos/as. Nos hacemos más fuertes si sabemos de dónde viene y adónde va."

Aviso legal / Legal disclaimer